Por que Germinal?

"Por todos os lados as sementes cresciam, alongavam-se, furavam a planície, em seu caminho para o calor e a luz. Um transbordamento de seiva escorria sussurrante, o ruído dos germes expandia-se num grande beijo. E ainda, cada vez mais distintamente como se estivessem mais próximos da superfície, os companheiros cavavam. Sob os raios flamejantes do sol, naquela manhã de juventude, era daquele rumor que o campo estava cheio. Homens brotavam, um exército negro e justiceiro, que germinava lentamente nos sulcos da terra, crescendo para as colheitas do século futuro, cuja germinação não tardaria em fazer rebentar a terra." (Germinal, de Émile Zola)

GERMINAL tem para nós o sentido de reunir contribuições com o objetivo de semear melhores valores na sociedade hoje, para o nosso bem e das futuras gerações. O nome GERMINAL deriva da palavra latina para semente, "germen", e é uma referência ao mês que abre a primavera no Calendário Republicano Francês, adotado durante a Revolução Francesa entre 1793 e 1805 e posteriormente durante a Comuna de Paris, no ano de 1871. Esse calendário foi organizado com base na observação da Natureza, em substituição ao calendário romano, que homenageia deuses e imperadores.

GERMINAL é também o nome da obra-prima do escritor Émile Zola, publicada em 1885, que descreve a luta pela sobrevivência dos trabalhadores nas minas de carvão do norte da França no século XIX, especialmente a partir da repressão à greve de cerca de 40.000 mineiros da Companhia de Minas de Anzin, e da exploração extrema, que ele conheceu de perto no fosso Renard, em Denain. Era o preço que a classe trabalhadora pagava, e ainda paga, pelo bem-estar da classe média e pelos luxos das elites, e que Émile Zola retratou em seu romance. O nome GERMINAL, correspondendo ao início da primavera e ao renascimento da Natureza, estabelece para Zola um paralelo com o despertar da consciência operária, a germinação nos espíritos dos trabalhadores na recusa de suas condições de vidas miseráveis.

Entendemos que a luta pela sobrevivência é a realidade até os dias de hoje para a maior parte da classe trabalhadora, e que precisamos nos libertar da escuridão daquelas minas do romance de Zola. Nós do GERMINAL queremos ser mais uma pequena semente para instrumentalizar melhores condições que nos permitam, como trabalhadores, viver com plenitude, ter o nosso lugar ao sol, e assim, por meio da escolha deste nome, reunimos uma singela homenagem à Natureza e à histórica Luta Social por uma economia mais justa. Adotamos este nome como uma referência aos princípios do nosso modesto projeto, que tem como pilares a ECOLOGIA SOCIAL e a ECONOMIA COLETIVA.